Confira os 10 principais tipos de fintechs existentes no mercado!

Confira os 10 principais tipos de fintechs existentes no mercado!

Fintechs — ou tecnologias financeiras, em português — são startups ou empresas que desenvolvem produtos ou oferecem serviços financeiros, mas utilizam tecnologia para se diferenciarem.

Tais negócios são importantes para trazer mais inovação e alternativas ao mercado. Trata-se de uma área ampla, de modo que existem vários tipos de fintechs disponíveis.

Para que você conheça mais sobre essas empresas, listamos e explicamos os 10 principais tipos de fintechs presentes no mercado, quais são suas finalidades, vantagens e outras características. Veja!

1. Fintechs de investimentos

Tais organizações oferecem melhores formas de realizar investimentos. Elas utilizam algoritmos que fazem uma análise do mercado e apresentam aos investidores quais são as opções com grandes chances de lucro.

Essas fintechs combinam diferentes produtos financeiros em uma mesma plataforma com o objetivo de oferecer mais escolhas de investimento. Exemplos desse tipo são a Mais Retorno, SmarttBot e Magnetis.

2. Fintechs de eficiência financeira

Também chamadas de fintechs de gestão financeira, elas oferecem serviços para melhorar o controle de contas. Existem alternativas para finanças pessoais, que disponibilizam controle de orçamento pessoal e uso do cartão de crédito.

Há também softwares para empresas, que dispõem de controle fiscal, folha de pagamento, fluxo de caixa, faturamento. Algumas dessas empresas são GuiadeBolso, Organizze e Mobills

3. Fintechs de seguros

Podendo ser encontradas como insurtechs, elas comparam serviços de corretoras que fornecem seguros e apresentam as alternativas para o usuário, de acordo com as coberturas que oferecem, preços e qualidade do atendimento, por exemplo. Entre as fintechs desse tipo estão a Kakau Seguros, Bidu, Youse e ThinkSeg.

4. Fintechs de crowdfunding

Crowdfunding é um meio de as empresas captarem recursos de forma coletiva. Basicamente, pessoas interessadas nos serviços da companhia reúnem-se para financiar o negócio.

Geralmente, as organizações que usam essa estratégia têm objetivo social e cultural ou almejam desenvolver uma nova tecnologia, produto ou serviço. As fintechs dessa categoria facilitam que as empresas utilizem esse método de financiamento. Algumas delas são Vakinha, Catarse e Kickante.

5. Fintechs de contabilidade

A contabilidade é um dos serviços mais importantes para o desenvolvimento saudável de uma organização. Além do cálculo de tributos, há contabilidades que fazem abertura de empresa, gestão de pessoal e fiscal, consultoria tributária, legalização de empresa e muito mais.

As fintechs dessa área consistem nos serviços de contabilidade online. Na prática, o usuário acessa uma plataforma online que automatiza várias operações. Assim, ele tem à disposição os serviços necessários para reduzir sua carga tributária, aumentar os ganhos, diminuir burocracia, alcançar mais credibilidade.

Tudo isso é conquistado por um preço mais acessível, o que é ideal para negócios de pequeno e médio portes. Você pode conhecer mais sobre esse tipo de serviço lendo nosso artigo que traz tudo o que você precisa saber sobre a contabilidade online.

6. Fintechs de pagamentos

Essas empresas facilitam o processo de compra dos usuários e a venda das empresas. Elas oferecem novos meios de pagamento como cartões de crédito, pré-pago ou débito para pessoas físicas, bem como máquinas de cartões de crédito para empresas.

Banner - Blog Quiz

Ainda é possível que sejam disponibilizados outros serviços ou diferenciais, como empréstimos, isenção de anuidades para cartões de crédito, cashbacks, saques grátis, mais serviços para vendedores, mensalidade para máquinas de cartão, entre outros.

Fintech de pagamento é um dos ramos que mais crescem no Brasil, pois a quantidade de pessoas que aderem a essas tecnologias está aumentando aceleradamente. Há várias opções disponíveis no mercado, mas as mais populares são Nubank, PagSeguro UOL, PicPay, Mercado Pago e PagBank.

7. Fintechs de empréstimos

Você já deve saber que não é fácil conseguir financiamentos com instituições bancárias ou entidades financeiras tradicionais. Diante dessa dificuldade, foram criadas as fintechs de empréstimo para facilitar o processo de obtenção de empréstimos.

Elas também fazem análise de risco para fornecer o crédito, mas o fechamento do contrato é mais fácil, podendo ser feito pelo site ou aplicativo da fintech. Além disso, as taxas de juros costumam ser menores que as praticadas pelos bancos tradicionais. Algumas dessas empresas são Bxblue, Lendico, Creditas e Geru.

8. Fintechs de crédito e negociação de dívidas

Fintechs de crédito funcionam como mediadoras entre quem deseja obter empréstimos e instituições financeiras. Elas apresentam ao usuário as diferentes alternativas no mercado, seus recursos, taxas de juros e outras informações.

Muitas fintechs oferecem a negociação de dívidas paralelamente aos empréstimos, pois quando uma pessoa busca esse tipo de fintech, é porque geralmente também precisa de financiamentos.

O serviço torna-se mais popular quando o país está enfrentando uma crise econômica generalizada, já que mais indivíduos e negócios se endividam. Algumas fintechs que atuam nesse ramo são Trigg, Easy Crédito e Mutual.

9. Fintechs de criptomoedas e blockchain

Após o surgimento e sucesso do Bitcoin, várias organizações criaram suas próprias moedas digitais com seus próprios diferenciais. Com o crescimento desse mercado, surgiram fintechs que funcionam como corretoras de criptomoedas, como a maior plataforma de ativos digitais da América Latina, o Mercado Bitcoin.

Já o blockchain é o nome da rede virtual que controla operações relacionadas às criptomoedas, como registros, contratos, transações. Também há fintechs que desenvolvem novas plataformas descentralizadas de investimento baseadas em blockchain. Exemplos delas são a Blackmoon e a BlockFi.

Ressaltamos que o blockchain é bastante amplo e pode ser utilizado em diferentes tipos de serviços. Por isso, existem fintechs de blockchain de várias áreas. Por exemplo, a Power Ledger usa a tecnologia para trazer energia solar. Já a Ant Financial usa a inovação para rastrear arroz e combater produtos falsificados.

10. Fintechs de eficiência financeira

Chamadas de fintechs financeiras, elas têm o objetivo de evitar fraudes, proteger dados, verificar a identidade do usuário, entre outras medidas de segurança para transações online. Normalmente, tais empresas firmam parcerias com outras do mercado financeiro e disponibilizam a tecnologia de proteção.

Com o aumento do uso de aplicativos de comercialização online, também há um crescimento no volume de ataques de criminosos virtuais. Por isso, as fintechs de eficiência financeira são essenciais para manutenção da segurança dos usuários.

Além de conhecer os tipos de fintechs, saiba que geralmente essas empresas buscam oferecer uma experiência mais ágil, transparente e vantajosa que os bancos. Essa lógica também se aplica aos serviços que utilizam tecnologia nos seus processos.

Gostou do conteúdo? Agora, mantenha-se atualizado sobre as nossas publicações e novidades! Acesse, curta e acompanhe a nossa página no Facebook!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.