Guia para manter o seu negócio de pé em período de quarentena!

O avanço da pandemia do coronavírus no Brasil, que trouxe a necessidade de quarentena para maior parte dos indivíduos, pode causar um sério efeito colateral para a economia do país. Afinal, sem sair de casa, as pessoas reduzem o seu consumo e evitam utilizar serviços que não sejam de urgência.

Os profissionais autônomos são os que mais sofrem com os reflexos dessa crise, pois não têm renda fixa e dependem de cada atendimento ou serviço prestado para garantirem a sustentabilidade econômica do negócio. Várias profissões se enquadram nesta categoria, como dentistas, médicos, advogados, arquitetos, fotógrafos, profissionais que atuam com estética e beleza, entre outros.

Em tais situações, o que fazer para reduzir os impactos negativos no negócio? Confira em nosso post um guia para garantir não somente a sobrevivência do seu empreendimento, mas também dicas para transformar esse momento em uma oportunidade de conquistar vantagem competitiva

O que é e para que serve o período de quarentena?

O aumento de casos confirmados de COVID-19 levou muitas empresas a liberarem os seus profissionais para o trabalho em home office. Isso porque, em várias cidades do Brasil e do mundo, as autoridades sanitárias estão orientando a população a ficar em isolamento social, para conter a propagação da doença.

Assim, apenas serviços básicos, como os ligados à saúde e abastecimento, mantiveram sua rotina. Alguns negócios, como restaurantes, tiveram que se reinventar, passando a fornecer as refeições em formato delivery. Até postos de combustíveis, considerados serviços essenciais, tiveram autorização do órgão regulador para reduzir o horário de funcionamento.

Apesar de a quarentena ser necessária, do ponto de vista da saúde, os impactos econômicos para toda a sociedade são devastadores. O fechamento de comércios, escolas e faculdades, aliado à permissão para o trabalho remoto, tem deixado as ruas vazias. Muitas pessoas estão adiando a contratação de serviços e entre os mais prejudicados estão os profissionais autônomos.

A preocupação é grande, pois ainda não há uma previsão de por quanto tempo essa situação se estenderá. Sem renda, como esses profissionais arcarão com o pagamento de aluguéis, tributos, fornecedores ou funcionários? Embora o governo já tenha anunciado algumas medidas paliativas que poderão ajudar pequenas e microempresas, o risco de comprometimento da sustentabilidade financeira do negócio é muito grande.

No entanto, é importante que os empreendedores tentem respirar fundo e manter a cabeça fria. Se você se encontra nessa situação, lembre-se que as preocupações não pagarão as suas contas. O ideal é aproveitar o momento e colocar em prática algumas estratégias para a sobrevivência do negócio.

Entenda quais as mudanças impostas nesse momento

Além das orientações para isolamento social e cuidados redobrados com higiene, uma série de mudanças de comportamento tem afetado as dinâmicas do mercado de trabalho. Profissionais independentes ou que trabalham sem registro em carteira, por exemplo, perderam repentinamente sua renda, com a necessidade de ficar em casa.

Apesar das medidas divulgadas pelo governo, que incluem a antecipação do décimo terceiro de aposentados e pensionistas, o adiamento das datas de pagamento do Simples Nacional e a possibilidade de suspensão dos contratos de trabalho por dois meses para funcionários formais, que receberão o seguro-desemprego durante o afastamento, o risco de agravamento da recessão econômica é muito grande.

Aliás, várias consultorias financeiras revisaram para baixo as previsões para o PIB, que antes mesmo da crise já não era tão favorável, girando em torno de 2%. O comércio e o setor de serviços devem ser os segmentos mais afetados pela quarentena, mesmo depois de ela terminar.

Afinal, pode levar algum tempo até que todos recuperem seu poder de compra e quitem eventuais pendências surgidas nesse período. Como os profissionais que atuam no combate à COVID-19 não se arriscam a falar em datas para o fim da quarentena, é fundamental investir desde já em estratégias para preservar o negócio e planejar a sua reestruturação.

Como garantir a manutenção do negócio no mercado durante a quarentena?

Em primeiro lugar é preciso ter em mente que o momento não é para pensar em lucro, mas sim para investir em estratégias que possam garantir a sobrevivência da empresa após esse período turbulento.

Assim, a primeira dica pode parecer básica, mas, antes de mais nada, é fundamental compreender que este é um momento delicado para todos. Por isso, é necessário ser racional e manter a calma. Com isso em mente, vale a pena colocar em prática algumas estratégias. Acompanhe!

Mantenha-se perto de seu público

Mesmo que distante fisicamente, você deve estar presente no dia a dia de seus clientes. Isso é fundamental para fortalecer a sua marca e para garantir que ela seja lembrada após a crise.

Para tano, use as mídias sociais para divulgar o seu negócio e a sua proposta. Mesmo que o seu trabalho não possa ser executado online, vale a pena publicar posts com dicas para os seus clientes, contribuindo para o seu bem-estar.

Por exemplo, no caso dos dentistas, eles podem dar orientações sobre higiene bucal e fornecer detalhes sobre tratamentos que costumam despertar o interesse dos clientes, como o clareamento. Profissionais que trabalham com arquitetura, por sua vez, podem abordar decoração de interiores, paisagismo e outras informações para melhorar o ambiente doméstico, ainda mais nesse período de quarentena.

Qualquer que seja a sua profissão, com criatividade, é possível manter a proximidade com os clientes, além de conquistar credibilidade e fortalecer a sua imagem.

Use o WhatsApp

Essa também é uma ferramenta que pode ajudar na proximidade com os clientes. Coloque-se à disposição para o esclarecimento de dúvidas e invista no bom relacionamento. Dependendo de sua atividade, é possível até mesmo vender por meio do WhatsApp. Consultores, advogados e profissionais de comunicação, por exemplo, conseguem manter as suas atividades mesmo sem encontros presenciais.

Faça vídeos

Essa é outra estratégia para se manter perto dos clientes. Aborde temas pertinentes ao seu trabalho e transmita mensagens positivas, sempre mostrando empatia pelo momento difícil que todos estão enfrentando.

Existem várias possibilidades de fazer isso e, dessa forma, divulgar o seu trabalho. Psicólogos, por exemplo, podem falar sobre saúde mental e como ter mais qualidade de vida nesse período. Professores de ginástica e fisioterapeutas podem aproveitar a oportunidade para fazer aulas curtas online e manterem seus alunos.

Preserve sua equipe

Se você tem funcionários, procure fazer acordos para que eles permaneçam executando suas atividades de forma remota. Se isso não for possível, uma alternativa é colocá-los em férias. Afinal, se dispensar a equipe, quando a crise passar e houver uma retomada da economia, será necessário fazer novas contratações, arcando com os custos de processos seletivos e de treinamento.

Estabeleça uma rotina de trabalho

Mesmo que parte de suas atividades estejam suspensas em função da quarentena, é importante criar uma rotina de trabalho, de modo a não se afastar de seus afazeres e responsabilidades profissionais.

Assim, determine o horário para se dedicar ao trabalho e organize sua rotina para isso. Explique essa necessidade para as pessoas que moram por você, especialmente se tiver filhos. Muitas vezes, as crianças não estão acostumados a ter os pais presentes durante todo dia em casa e acabam acreditando que estão em férias.

É importante estabelecer uma rotina, separando as atividades domésticas e familiares. Durante o período de trabalho, dedique-se a atender demandas de seus clientes, esclarecer dúvidas e criar estratégias para promover a aproximação, como já mencionamos.

Além disso, dedique esse tempo para organizar as rotinas, finanças e contabilidade seu escritório. Aproveite a oportunidade para enxugar despesas desnecessárias, avaliar novos fornecedores, verificar taxas bancárias e opções de crédito e organizar um bom mailing de clientes ou pessoas interessadas em seus serviços.

Assim, quando a economia voltar ao normal, sua empresa estará mais bem estruturada para atender às demandas de mercado, com gastos mais equalizados e sem ter estado ausente para seu público.

Crie uma estrutura eficiente para o trabalho remoto

Se você vai trabalhar em home office, em sintonia com uma equipe, é fundamental investir em aplicativos e softwares que facilitem esse relacionamento. Videoconferências, sistemas de armazenamento de dados em nuvem e aplicativos de mensagens são essenciais para garantir a sinergia.

Para que tudo funcione da melhor maneira, avalie o serviço de internet de sua residência e também os recursos de seus colaboradores. Afinal, se a equipe também vai trabalhar a partir de casa, é preciso que todos tenham uma boa infraestrutura para garantir a comunicação e preservar o alinhamento em torno das estratégias corporativas.

Tenha metas e faça um planejamento

Não é porque que estamos em um período de quarentena que você vai deixar de traçar metas para o seu empreendimento. Porém, com os cenários econômicos mudando praticamente todos os dias, é difícil ter um planejamento efetivo. O ideal é pensar no longo prazo e estabelecer objetivos viáveis, dentro do contexto atual. Por exemplo:

  • faça previsões de vendas realistas;
  • analise engajamento de equipe e, caso seja muito difícil contar com comprometimento nesse momento de crise, avalie a possibilidade de fazer acordos para a redução de jornada, concessão de férias ou desligamento;
  • procure mensurar o alcance de suas publicações online, pois elas podem significar, no futuro, uma oportunidade de fechamento de novos contratos;
  • analise quais os serviços que podem ser oferecidos com o custo reduzido nesse momento. Com isso, você mantém o seu fluxo de caixa e também mostra para o seu cliente que, durante essa época de crise, também está contribuindo para que a economia continue aquecida; 
  • sempre que possível, demonstre empatia e flexibilidade. Afinal, o seu cliente está enfrentando a mesma crise que você e todos têm dificuldades. Com certeza, sua empresa poderá ser lembrada pela postura diferenciada nesse momento. Isso pode comprometer sua meta atual, mas, em longo prazo, surtirá efeitos positivos;
  • aproveite a pausa necessária nesse período de quarentena para pensar em serviços adicionais que o seu negócio pode oferecer. Por exemplo, além de sua atividade principal, que tal oferecer cursos que possam contribuir para o esclarecimento e maior informação das pessoas acerca do seu setor?

Reduza despesas

Procure eliminar custos desnecessários durante esse período. Para tanto, é importante analisar todas as despesas de sua empresa e verificar quais itens podem ser suprimidos temporariamente. O apoio de uma boa contabilidade é um diferencial para isso.

Por que a parte contábil é tão importante?

Em momentos de crise, fazer uma boa gestão contábil é fundamental para garantir um melhor controle de despesas. É preciso ter atenção a tributos, prazos, documentações e toda a parte burocrática envolvida na administração da empresa.

Com o apoio de um bom serviço de contabilidade, sua empresa pode, inclusive, economizar com o pagamento de tributos, uma vez que será possível identificar quais os regimes de tributação mais indicados, ter atenção aos prazos e atender à legislação fiscal. Isso evita a incidência de multas e outras penalidades.

A consultoria tributária é uma das melhores estratégias para reduzir perdas e auxiliar na tomada de decisões, como investimentos para expansão da empresa ou aumento do leque de serviços.

Além disso, nesse momento de quarentena, o serviço é essencial para a gestão de seus colaboradores. Caso seja necessário antecipar férias, por exemplo, a contabilidade é responsável pelos cálculos, emissão de folha de pagamento e guias para recolhimento de tributos. O seu pro-labore também depende do cálculo contábil.

Como uma consultoria especializada pode contribuir para a sustentabilidade do negócio?

Como explicamos, a contabilidade tem um papel fundamental na saúde financeira das empresas. No entanto, esse serviço também evoluiu, de acordo com as novas demandas do mercado. Hoje, a contabilidade consultiva vai além da gestão da parte legal da empresa.

A consultoria envolve várias atividades corporativas, como o planejamento de projetos, acompanhamento das obrigações fiscais e apoio para a elaboração de ações estratégicas. Como resultado, o empreendedor consegue ter mais foco para apostar na inovação, identificando novas oportunidades de mercado. Isso resulta em maior competitividade de seu negócio.

O atual período de isolamento e quarentena pode ser transformado em uma oportunidade de reavaliar o seu negócio, com inteligência financeira, e colocar em prática algumas decisões estratégicas que, quando a economia voltar a girar, farão toda a diferença para os seus resultados.

Que tal divulgar essas dicas em suas redes sociais e ajudar outros empreendedores a impulsionarem seus negócios? Assim, você também faz sua contribuição para que a crise não tenha um impacto tão profundo nas empresas!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

1 Comentário

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.