Quais são os principais tipos de diversidade nas empresas? Entenda!

Conhecer os principais tipos de diversidade nas empresas é importante para assegurar que sua organização esteja alinhada com as demandas atuais da sociedade. De quebra, ela poderá usufruir dos ganhos que isso traz para o desenvolvimento das equipes e para os negócios.

Por meio de algumas ações, você tem a oportunidade de agregar mais valor à marca e atrair e reter melhores profissionais no mercado, além de formar equipes mais criativas e motivadas. Também promove um melhor intercâmbio de experiências, bem como trocas de narrativas que agregarão para o dia a dia de toda a organização.

Neste artigo, você saberá quais são os principais tipos de diversidade existentes, além de conferir dicas de como estimulá-la. Boa leitura!

O que é diversidade nas empresas?

Antes de mais nada, vamos entender um pouco mais sobre o conceito de diversidade nas empresas. Afinal, do que se trata? Sem delongas, ele pode ser entendido como a capacidade que a equipe tem de agregar pessoas de diferentes culturas e vivências, permitindo com que elas trabalhem em prol de resultados mais positivos para o negócio.

Apesar de muitos profissionais ainda considerarem uma empresa diversa aquela composta por pessoas de diferentes gêneros e origens, esse termo vai além. Por essa razão, conhecer os principais tipos de diversidades permitirá a definição de uma política empresarial mais clara, que garanta a atração de profissionais capacitados e de diferentes entre si.

Quais os principais tipos de diversidade nas empresas?

Para que você entenda em qual nível de diversidade sua empresa se encontra, o primeiro passo é fazer uma pesquisa de “censo”. Analise o seu quadro de colaboradores de forma completa com perguntas semelhantes ao censo feito pelo IBGE: nome, idade, gênero, orientação sexual, identidade de gênero, raça, entre outras.

Por meio dos resultados, você tem a oportunidade de mapear o seu negócio com base na porcentagem dessas pessoas no país. Exemplo: se em seu estado cerca de 20% da população se definir como LGBT, o ideal é que essa porcentagem seja inserida em sua empresa.

Saiba mais sobre os tipos de diversidade nas empresas!

Idade

A idade, apesar de ser uma preocupação pouco efetiva nas empresas, enquadra-se como um tipo de diversidade. Inclusive, investir na troca de conhecimento entre diferentes gerações só tende a agregar para o negócio, uma vez que isso traz debates mais ricos e conclusões mais eficazes para os objetivos preestabelecidos pela organização.

Etnia

Em seu processo de recrutamento e seleção, é fundamental considerar diferentes etnias para que seu quadro de colaboradores seja mais amplo. Assim, você também oferecerá oportunidades para pessoas que enfrentam mais dificuldade para ocupar uma posição no mercado.

A partir dos dados obtidos em seu mapeamento, por exemplo, verifique se as etnias estão entre os gaps identificados para melhorias. Só então, será possível equilibrar a representatividade de diferentes grupos na empresa.

Orientação sexual e identidade de gênero

Tenha atenção também quanto à orientação sexual e identidade de gênero, promovendo ações que levem à conscientização a seus profissionais. Apesar de um amplo acesso à informação, ainda há muita confusão quanto ao significado desses termos.

Enquanto a orientação sexual indica por quais sexos a pessoa se sente atraída, identidade de gênero refere-se ao próprio gênero com o qual ela se identifica. Se um indivíduo se identifica com o gênero com o qual foi designado no nascimento, é cisgênero. Caso contrário, é transgênero.

Não basta apenas trazer essas pessoas para dentro de sua empresa. É preciso orientar os outros profissionais para que não haja situações de constrangimento e de preconceito.

Classes sociais

Uma empresa diversa também está atenta quanto ao abismo existente entre as classes sociais no país. Não dá para dizer que sua organização apoia a diversidade se exige o inglês no momento da contratação, uma vez que nem todas as pessoas usufruem das mesmas oportunidades.

Nesse sentido, o ideal é que a própria organização ofereça meios para que as pessoas consigam as qualificações “extras” e se destaquem no perfil da empresa e no andamento das atividades.

PCDs

Realizar a contratação de pessoas com deficiência (PCDs) exige preparo por parte da empresa. Afinal, é preciso adaptar a organização para receber esses colaboradores, tanto no que se refere ao aspecto físico (para o caso dos cadeirantes) quanto a perspectiva profissional (disponibilizar intérpretes de libras nas entrevistas, por exemplo).

Qual a diferença entre diversidade e inclusão?

Ao longo do material, você pôde perceber os variados tipos de diversidade nas empresas. No entanto, para que tenha êxito, é preciso saber diferenciar os conceitos de diversidade e inclusão.

A primeira refere-se ao ato de contratar pessoas de diferentes narrativas e vivências, contribuindo para que sua equipe seja formada por indivíduos das mais distintas culturas, classes sociais, orientação sexual, etnias. Já a inclusão refere-se às estratégias de gestão que seu negócio vai adotar para que essas pessoas, de fato, sintam-se pertencentes à sua realidade.

Demos o exemplo sobre a necessidade de contar com profissionais de libras no momento de fazer uma entrevista com quem tenha algum tipo de deficiência relacionadas à fala ou à escuta. No entanto, a inclusão vai muito além, pois o dia a dia desse profissional precisa ser como de qualquer outro colaborador em seu negócio.

Para que sua empresa seja diversa e inclusiva, isso deve valer para todas as contratações. Por essa razão, não deixe de fomentar debates e realizar encontros periódicos para que os profissionais questionem os padrões da sociedade e para permitir com que outras pessoas busquem respostas para suas dúvidas. Insights poderão surgir por meio dessas iniciativas.

Desse modo, além de trazer colaboradores de diferentes narrativas, você contribuirá para que eles sintam-se confortáveis com o ambiente de trabalho e desenvolvam suas funções com a mesma qualidade que qualquer outra pessoa.

Neste material, você pôde conhecer os tipos de diversidade nas empresas, entender como mapear as necessidades de seu negócio, além de conferir a diferença desse termo para inclusão. O ideal é que a sua organização conte com um bom planejamento para que as contratações sejam efetivas e gerem a satisfação dos profissionais, permitindo usufruir dos ganhos que essa troca contínua de experiências traz.

Achou o assunto interessante? Então, continue conosco e confira agora nosso guia completo sobre diversidade nas empresas!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.