Demonstrativo de resultados: as principais informações sobre o assunto

O Demonstrativo de Resultados do Exercício (DRE) é um documento importante para toda empresa que busca crescer de forma saudável, pois, trata-se de uma ferramenta que possibilita o acompanhamento do desenvolvimento do negócio. Por meio dele é possível analisar o resultado líquido por período, comparar receitas, despesas e custos das operações, entre outros aspectos ligados às finanças.

Pelo fato de ser usado para monitoramento fiscal e apontar se a empresa é rentável, é necessário que você entenda como elaborá-lo com eficiência. Para ajudar nisso, preparamos este conteúdo. Acompanhe!

Quais informações podem ser obtidas por meio do demonstrativo de resultados?

Por meio dessa ferramenta, você entenderá questões como:

  • lucro adquirido nas transações;
  • total de despesas gerais da empresa;
  • receita total de vendas;
  • nível de endividamento;
  • composição dos custos ligados aos produtos e serviços;
  • incidência de impostos, entre outros.

O que deve conter no demonstrativo de resultados?

De acordo com o Artigo 187 da Lei das Sociedades por Ações, de dezembro de 1976, o DRE deve apresentar os seguintes itens:

  • receita bruta relacionada às vendas e à prestação de serviços; abatimento e impostos;
  • dedução das vendas;
  • receita líquida;
  • custo dos produtos e serviços;
  • lucro bruto;
  • despesas com as vendas; despesas financeiras deduzidas das receitas, despesas operacionais, administrativas e gerais;
  • lucro ou prejuízo das operações;
  • resultado do exercício antes do IR;
  • provisão para imposto;
  • lucro ou prejuízo líquido correspondente ao exercício;
  • quantia por ação do capital social;
  • participações em debêntures, administradores, colaboradores e partes beneficiárias.

Qual é o passo a passo para elaborar o demonstrativo de resultados?

Os dados devem respeitar um padrão de apresentação, para que aquele com acesso ao documento consiga entender os valores de forma mais simples. Confira:

  • indique a receita bruta das vendas;
  • reduza as deduções de vendas da receita bruta de vendas. O valor encontrado é a receita líquida de vendas;
  • registre o custo do produto ou serviço disponibilizado;
  • reduza o custo do produto ou serviço da receita líquida de vendas, encontrando o resultado bruto;
  • informe de maneira detalhada as despesas com operações e demais, por exemplo, aluguel, salários e depreciação de bens;
  • relacione os valores relativos a demais receitas, por exemplo, as em equivalência patrimonial;
  • insira as despesas financeiras, como os juros;
  • aponte as receitas financeiras;
  • subtraia as despesas e some as receitas do valor do resultado bruto. O número encontrado será a quantia antes do IR/CSLL;
  • indique o montante do IR e da CSLL do valor apurado nas receitas financeiras; diminua os tributos de IR e CSLL;
  • após, você encontrará o resultado da receita líquida do exercício.

Agora que você já sabe o que é o demonstrativo de resultados, sua importância e como fazê-lo, não deixe de elaborá-lo de forma adequada. Assim, ele poderá ser usado junto ao balanço patrimonial, ampliando sua visão sobre as finanças do negócio, valores de bancos, caixa, entre outros, e chegar a um resultado econômico mais preciso.

Gostou deste post? Então, aproveite para seguir nossa página no Facebook e ficar por dentro de todas as publicações!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

1 Comentário

    Fale o que você pensa

    O seu endereço de e-mail não será publicado.