Ciclo operacional e ciclo financeiro, conheça a importância deles

Há dois conceitos que todo gestor precisa entender para assegurar o sucesso da sua empresa: ciclo operacional e ciclo financeiro. Essas são ferramentas que permitem que o empreendedor conheça a eficiência dos processos e investimentos do negócio, compreenda melhor a sua liquidez, rentabilidade e mais.

Ao aplicá-los, o gestor consegue saber quais são os melhores investimentos e toma melhores decisões para o desenvolvimento da sua organização. Quer saber mais sobre o assunto? Então leia este artigo em que explicamos o que é ciclo operacional e ciclo financeiro, como calculá-los e quais são as vantagens práticas para a empresa. Confira!

O que é ciclo operacional e ciclo financeiro?

De forma geral, ambos ciclos representam prazos de saída e entrada de recursos financeiros da empresa. Eles demonstram a capacidade de giro da organização e auxiliam na projeção do fluxo de caixa

Já a diferença entre os ciclos está ligada às etapas que eles abrangem, entenda melhor a seguir.

Ciclo operacional

Trata-se de um período de tempo que engloba todos os acontecimentos de uma operação. Desde o recebimento de matérias-primas ou mercadorias até a entrega do produto para o cliente — no caso de indústrias e comércios, respectivamente.

Dessa forma, ao aplicá-lo é possível identificar o tempo que leva desde a formação do estoque até a geração de receita pelas vendas. Se o resultado da análise apresenta baixa rotatividade dos estoques, o ciclo de produção do negócio será longo.

Porém, um estoque altamente rotativo mostra que o ciclo é curto. Em outras palavras, indica que o fluxo de caixa é capaz de gerar lucros suficientes para sustentar as operações da empresa.

Mas, antes de realizar o cálculo desse ciclo, é importante conhecer dois tipos de prazos:

  • Prazo Médio de Estocagem (PME): período de tempo médio entre o armazenamento de produtos ou matérias-primas no estoque;
  • Prazo Médio de Recebimento (PMR): tempo médio entre as vendas o recebimento de valores no caixa.

Tais informações são usadas na fórmula do ciclo operacional da seguinte forma:

Ciclo Operacional = PME + PMR

Por exemplo, imagine que uma empresa tenha um PME de 60 dias e um PMR de 40 dias. O ciclo operacional será de 100 dias (60+40).

Ciclo financeiro

Também chamado de ciclo de caixa, ele envolve toda a movimentação financeira, ou seja, o caminho que o dinheiro percorre até chegar ao seu destino final. Através desse ciclo é possível que o gestor projete quando sua empresa necessitará de capital para manter suas atividades.

Assim como o operacional, um ciclo financeiro curto é vantajoso para o negócio, já que ele conseguirá recursos em um menor espaço de tempo.

E para calcular esse ciclo, é preciso saber o Prazo Médio de Pagamento (PMP). Que nada mais é do que é o tempo médio para pagamento aos fornecedores. Essa informação é usada na fórmula da seguinte forma:

Ciclo financeiro = ciclo operacional – PMP

Banner - Blog Quiz

Ou seja, se o ciclo operacional da empresa é de 100 dias e o PMP é de 30 dias, então o ciclo financeiro é de 70 dias (100-30).

Por que é importante acompanhar os dois ciclos?

Calcular e acompanhar os ciclos no dia a dia garante vários benefícios para a sustentabilidade e crescimento da empresa. E isso é tanto a curto como longo prazo. Entenda quais são os principais deles abaixo.

Reduz o prazo de estoque

Permite a empresa saber o prazo de estoque e a necessidade de reduzi-lo, o que é identificado quando o ciclo operacional é longo. A partir disso, os gestores poderão identificar gargalos nos processos de armazenamento ou estocagem e solucioná-los.

Isso diminui o ciclo operacional e aumenta a eficiência da reposição dos produtos, evitando a ocorrência da ruptura de estoque, quando a empresa não tem o produto que um cliente deseja comprar.

Melhora as negociações

É possível verificar a necessidade de negociar melhores prazos com fornecedores. E geralmente é mais vantajoso estender o prazo de pagamento para diminuir o ciclo financeiro do negócio.

Indo além para melhorar o poder de barganha com fornecedores, o gestor pode contar com mais de um fornecedor (conforme as Forças de Porter). De modo a prezar pelo equilíbrio das relações comerciais e usar técnicas de negociação.

Também é relevante estimular que os compradores paguem à vista ou em pouco prazos. Isso faz com que a empresa consiga recursos financeiros em um prazo menor — aprimorando o capital de giro da organização.

Permite saber quando fazer a antecipação de recebíveis

A antecipação de ganhos ou de recebíveis é um recurso utilizado por uma empresa para obter pagamentos que tem direito antes do prazo.

Exemplificando, quando a organização faz vendas parceladas — seja no cartão de crédito, duplicadas, cheques pré-datados etc. —, ela pode negociar esses créditos com instituições financeiras. Essas entidades adquirem os títulos mediante uma taxa (definida conforme o risco de cada um deles) e adquirem o direito de cobrar os valores dos clientes.

Apesar da organização receber uma quantia menor — já que a instituição financeira cobra uma taxa —, isso pode ser vantajoso. Pois, quando ela tem um ciclo financeiro muito longo o gestor percebe que precisa dos recursos para manter suas atividades.

Evita endividamentos

Todas as dicas anteriores minimizam a probabilidade da empresa de ter dificuldades financeiras e acabe se endividando. Isso desequilibra as contas do negócio pelo fato da taxa de juros praticada por instituições bancárias e financeiras no Brasil serem, em geral, bastante elevadas.

Quanto menores forem o ciclo operacional e o ciclo financeiro do negócio, menor será a necessidade de buscar financiamentos. Isso se torna ainda mais relevante em períodos de crise econômica generalizada. Por exemplo, a que o Brasil enfrentou em meados de 2015 e durante a pandemia do COVID-19.

Com finanças mais equilibradas a empresa consegue atrair mais investidores e tem maior poder de negociação com parceiros e fornecedores. Já que eles perceberão que a empresa possui baixo risco de fechar as portas e consegue manter a saúde financeira mesmo em períodos difíceis.

Portanto, saber o conceito e acompanhar o ciclo operacional e ciclo financeiro é essencial para o sucesso de uma empresa. Como pode ser difícil realizar constantemente seus cálculos, recomendamos delegar essa tarefa para um bom serviço de contabilidade online.

Gostou do nosso conteúdo? Receba nossas novidades, artigos e informativos diretamente no seu e-mail assinando gratuitamente a nossa newsletter!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.