Gestor de Tráfego: o que é, quanto ganha e como se tornar um

O gestor de tráfego é um profissional bastante requisitado, principalmente porque pode melhorar a segmentação da audiência de um site e conquistar um bom posicionamento da página no Google. Por isso, as empresas buscam gestores de tráfego qualificados, que consigam impulsionar os seus resultados. 

Neste artigo, explicamos o que é um gestor de tráfego e como esse trabalho funciona na prática. Depois, você vai conferir qual é a média salarial desse profissional e conhecer alguns infoprodutores dessa área. Ainda citamos os formatos de trabalho e as vantagens de escolher essa carreira. Boa leitura!

O que é um gestor de tráfego?

O gestor de tráfego é o profissional responsável pela estratégia de geração de tráfego para uma página na internet. O tráfego se trata do fluxo de visitantes de um site de uma empresa ou de um blog. 

Os usuários podem ser atraídos para o domínio eletrônico de forma orgânica ou por meio de tráfego pago, em que as empresas custeiam investimentos a fim de aumentar a visibilidade no ambiente digital.

Também é possível atrair visitantes por meio de links divulgados nas redes sociais, que é o chamado tráfego social. Já o tráfego direto é quando o usuário vai até a página da empresa porque já conhece o site e não conta com nenhuma intermediação.   

Nesse sentido, o gestor de tráfego precisa ser um profissional com um bom conhecimento analítico. Assim, é necessário que seja capaz de analisar dados, escolher os melhores canais e avaliar diferentes métricas. 

Bem como é importante que o gestor de tráfego tenha um conhecimento amplo em marketing digital, para que aplique as melhores estratégias de atração de visitantes para o site de uma empresa.

Quais são as principais funções de um gestor de tráfego?

Os gestores de tráfego podem realizar funções como o desenvolvimento de campanhas de inbound marketing para as empresas. Com isso, os profissionais devem ser responsáveis por fazer pesquisas de palavras-chave e de estudo de público para implementar as campanhas. 

Do mesmo modo, o profissional pode desenvolver a criação, o planejamento e a otimização de campanhas de mídia paga. Entre as funções de um gestor de tráfego, também está a elaboração de relatórios com a mensuração de resultados das contas. 

Os gestores de tráfego ainda podem trabalhar em conjunto com um analista de marketing para avaliar o desempenho de campanhas e os efeitos nas estratégias de marketing das contas. O profissional de gestão de tráfego também deve entender como distribuir as verbas entre os canais de mídia paga.  

As funções dos gestores de tráfego podem variar conforme a agência em que trabalham ou a equipe que integram. Outras funções ainda podem ser adicionadas conforme a complexidade do trabalho que precisam executar. 

Uma boa gestão de tráfego oferece benefícios como o aumento do Retorno sobre o Investimento (ROI) de uma empresa, ao combinar estratégias de tráfego orgânico e pago. Isso porque essas táticas funcionam de forma complementar, a curto e longo prazo.

Além do mais, as empresas que contam com uma gestão de tráfego eficiente podem obter melhor segmentação da audiência. Também é possível melhorar a reputação da marca e se firmar como autoridade em um assunto, ao conquistar um bom posicionamento no Google.

Quanto ganha um gestor de tráfego?

O gestor de tráfego pode ganhar, em média, R$ 2.500 por mês, de acordo com o site Glassdor. No entanto, os profissionais mais experientes podem ganhar um salário de R$ 4 e R$ 5 mil. 

Os gestores de tráfego mais valorizados no mercado, com grande alcance e reconhecimento, podem alcançar salários bem mais altos. Eles costumam atuar de forma autônoma e podem faturar R$ 20 mil por mês, por exemplo. 

Quais são os formatos de trabalho de um gestor de tráfego

O gestor de tráfego pode se tornar um profissional freelancer ou ainda procurar vagas para contratação em empresas. Saiba quais são as diferenças entre cada um desses formatos de trabalho.  

CLT

O cargo de gestor de tráfego existe em muitas agências de marketing e ainda em setores de marketing de empresas. Assim, é possível buscar as oportunidades que estejam mais próximas do seu perfil e das suas necessidades. Você pode procurar trabalho em sites de vagas e no Linkedin, por exemplo. 

PJ/Autonômo

Como autônomo, o gestor de tráfego pode atuar como Pessoa Física, mas pode encontrar problemas na prospecção de clientes. Caso uma empresa contrate os serviços de um gestor de tráfego, será preciso reter o INSS e o Imposto de Renda. Sendo assim, o custo de contratação acaba sendo maior. 

Além do mais, como Pessoa Física, o gestor de tráfego pode ter que pagar entre 7,5% a 27,5% de Imposto de Renda. Também é necessário pagar o INSS como autônomo, que deve ser de 20% da renda. 

Com isso, os gestores podem se beneficiar com a abertura de uma empresa. Nesse sentido, o profissional deve definir inicialmente a atividade ou CNAE para registro do CNPJ.  Entre os CNAES que é possível escolher, estão:

  • CNAE 7319-0/03, de Marketing direto; 
  • CNAE 7319-0/04, de Consultoria em Publicidade;
  • CNAE 6319-4/00, de Portais, provedores de conteúdo e outros serviços de informação na internet;
  • CNAE 5819-1/00, de Edição de cadastros, listas e de outros produtos gráficos;
  • CNAE 7319-0/02, de Promoção de vendas.

O gestor de tráfego pode escolher entre os tipos de empresa: Empresário Individual, Sociedade Limitada Unipessoal ou entrar em uma sociedade. Também é necessário  escolher o Regime Tributário: Simples Nacional, Lucro Real ou Lucro Presumido.

Caso prefira trabalhar como autônomo, você pode oferecer os seus serviços em plataformas e comunidades de freelancer. Também há a possibilidade de divulgar os seus serviços no LinkedIn e redes sociais como o Instagram.

Em todos os casos, é importante fazer um bom currículo, além de um portfólio que mostre as suas experiências. É interessante apontar os resultados das suas estratégias, a fim de atrair mais empresas e clientes. 

Conheça 3 infoprodutores de Gestão de Tráfego

Também há um nicho de infoprodutores que atua especificamente com gestão de tráfego, para educar e colaborar com a comunidade de profissionais da área.  Veja alguns dos principais.

Ana Tex

Empreendedora, palestrante e consultora em marketing digital, Ana Tex produz conteúdos diversos sobre o tema na internet. Os materiais são voltados para empreendedores que buscam aumentar a visibilidade e as vendas, atrair seguidores e converter leads em clientes. 

Ana Neves

Ana Neves também é autoridade em marketing digital e em gestão de tráfego. Ela tem um curso chamado “Profissão gestora de tráfego”. O material pretende oferecer um passo a passo simples para quem deseja trabalhar e gerar renda pela internet.

Pedro Sobral

Pedro Sobral é um dos principais nomes da gestão de tráfego no Brasil. Ele criou a Comunidade Sobral de Tráfego, em que os alunos podem ter acesso a vários conteúdos sobre temas como o Google Ads, o Facebook Ads e o Google Analytics

Por que ser um gestor de tráfego?

Algumas razões podem convencer você a trabalhar como gestor de tráfego é atuar de forma remota. Depois, também dá para ter uma remuneração escalável e empreender com uma profissão de alto potencial. Confira mais detalhes.

Trabalhar de casa

Inicialmente, uma das principais vantagens de ser um gestor de tráfego é poder trabalhar de casa, desde que tenha acesso à internet. Essa é uma facilidade para iniciar na carreira. No entanto, também será necessário investir tempo e recursos financeiros para fazer cursos e se especializar no assunto.  

Remuneração escalável

A remuneração do gestor de tráfego ainda tem o potencial de ser escalável. Em outras palavras, o rendimento é capaz de crescer rápido. Isso porque é possível cobrar por percentual de vendas, por exemplo. Assim, você pode cobrar uma parcela em cima das vendas geradas pelos anúncios que criar. 

Profissão com alto potencial

Essa é uma profissão cada vez mais requisitada e que demanda profissionais qualificados para exercer as funções. Portanto, um profissional bem preparado também pode obter altos retornos financeiros ao investir nessa carreira. 

Como a WeCont pode ajudar você gestor de tráfego?

A WeCont é uma startup de contabilidade que surgiu com o objetivo de promover a transformação contábil de forma disruptiva dentro das empresas. A empresa promove um serviço contábil de altíssima qualidade, para que os empreendedores deixem toda a burocracia para trás.

Oferecemos estratégias digitais inovadoras, não só para reduzir seus custos, como também para alavancar o crescimento, com agilidade e credibilidade. Dessa maneira, com o nosso apoio, as suas ideias podem se transformar em negócios viáveis. 

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.