7 maneiras de como motivar a equipe em períodos difíceis!

Períodos de crise são desafiadores. Um dos obstáculos de gestores e líderes é descobrir como motivar a equipe, manter a positividade e o engajamento em um cenário de incertezas.

Tempos difíceis implicam na queda do consumo e, consequentemente, acabam impactando a rentabilidade da empresa. A preocupação com o futuro da organização também atinge os colaboradores, que podem apresentar uma queda no desempenho por conta da instabilidade gerada.

Felizmente, é possível contornar essa situação. Equipes produtivas entregam bons resultados, por isso vamos te contar como manter os níveis de produtividade satisfatórios. Acompanhe!

1. Invista em capacitação

A capacitação é uma boa estratégia para motivar profissionais e reter talentos, seja em épocas boas, seja em momentos de crise. Todos saem ganhando: o colaborador engrossa o currículo e desenvolve suas habilidades, enquanto a empresa constrói uma equipe cada vez mais eficiente.

Quando acontece uma situação fora da curva – como a pandemia causada pelo coronavírus – investir em palestras e cursos que abordam assuntos relacionados à higiene, saúde e bem-estar podem ser uma ótima saída para tranquilizar os profissionais, bem como motivar a equipe.

Além disso, quando as coisas voltarem ao normal, é interessante abordar assuntos relacionados ao futuro da economia mundial e as forças de trabalho. Com o mundo em quarentena, provavelmente serão tempos de transformação no mundo corporativo.

Como toda mudança assusta, agregar conhecimento é uma forma de manter os profissionais tranquilos e engajados com a empresa.

2. Preocupe-se com o bem estar da equipe

Pensar que apenas o empreendedor está preocupado com os períodos de recessão é um grande equívoco. Crises são momentos de incertezas também para os colaboradores, e as incertezas sobre o futuro podem minar a produtividade e potencializar os resultados negativos.

Por isso, é muito importante que os gestores se preocupem em manter o clima organizacional mais agradável, promovendo o bem estar de toda a equipe.

Nesse contexto, deixar as cobranças excessivas de lado é fundamental. A manutenção dos empregos depende da capacidade da empresa em se recuperar; no entanto, metas inatingíveis podem surtir efeito contrário. Os profissionais acabam trabalhando pressionados pelo medo, o que pode aumentar ainda mais a incidência de erros e afetar a produtividade da equipe.

Investir em filmes, documentários ou chamar um especialista para conversar sobre as perspectivas para o trabalho após a recessão também são formas de evitar que a preocupação interfira no desempenho dos colaboradores.

3. Pense nos benefícios

Proporcione objetivos tangíveis e mude algumas formas de trabalho. Além das dicas que trouxemos nos tópicos anteriores, implementar alguns benefícios inovadores pode ajudar a tornar a rotina mais leve.

Por exemplo, que tal eliminar a obrigatoriedade no uso do uniforme no último dia de trabalho da semana? E se o home office deu muito certo para algumas funções, por que não aderir a esse modelo de trabalho em definitivo? Há ainda as questões emocionais: um psicólogo pode passar um período atendendo os profissionais mais afetados.

Oferecer o suporte adequado para que os colaboradores sintam que a empresa se preocupa com a saúde mental e a qualidade de vida é fundamental para manter a equipe produtiva.

4. Valorize os colaboradores

O capital humano é o ativo mais valioso de uma empresa. E não há como motivar a equipe se não houver a devida valorização desse bem tão precioso.

É o conjunto de iniciativas que desperta esse sentimento. Além da remuneração, que envolve salário e benefícios, também é necessário pensar em recompensas e incentivos como forma de reconhecer o empenho e os resultados alcançados. Como o objetivo é manter as equipes cada vez mais engajadas e motivadas, nem sempre essa premiação precisa envolver apenas recursos financeiros.

Por exemplo, implementar uma política de feedback contínua é uma forma eficiente de manter a motivação das equipes mesmo em tempos de crise. Todo mundo gosta de ser elogiado. É importante não medir esforços em mostrar aos colaboradores o quanto a empresa está feliz com o desempenho de cada um, especialmente em meio a dificuldades.

5. Seja um exemplo

Uma das atribuições de líderes e gestores é inspirar os colaboradores por meio do exemplo. Essa é uma habilidade crucial, especialmente em momentos de crise.

Se aqueles que ocupam uma posição hierárquica mais elevada demonstram preocupação excessiva com o futuro e não estão se empenhando como de costume para atingir os resultados, fica difícil esperar que a equipe se comporte diferente.

O comportamento dos profissionais é um reflexo da postura do seu gestor. Dito isso, é importante ter a consciência da necessidade em se comportar de acordo com o que é esperado dos colaboradores.

6. Transmita positividade

Além da importância de ser um exemplo de produtividade, também é fundamental transmitir positividade e otimismo diante dos problemas.

O ditado “a união faz a força” é muito pertinente para o contexto empresarial, especialmente nos momentos de crise. Juntos, gestores e equipes podem trabalhar em busca de resultados cada vez melhores, e isso só é possível quando as lideranças demonstram confiança.

7. Seja transparente

Assumir uma postura otimista deve estar alinhado a boas estratégias de comunicação interna. Porém, é preciso tomar cuidado para não omitir dados em uma tentativa de não aumentar a preocupação dos colaboradores.

Se os números não são satisfatórios e a empresa tem receito de assustar os colaboradores, é importante encontrar meios de expor a situação sem causar pânico. Por exemplo, é possível relacionar a situação atual com as metas do futuro ou exibir comparativos com outras empresas que tiveram problemas semelhantes e foram contornados com sucesso.

É como mostrar que há uma luz no fim do túnel. Tal atitude contribui não só para que os colaboradores trabalhem mais confiantes, mas também traz uma mensagem de otimismo para a organização de modo geral.

Viu como motivar a equipe mesmo em tempos difíceis é totalmente possível? Para alcançar resultados ainda melhores, essas estratégias podem fazer parte do planejamento anual do negócio.

Vale lembrar que a ajuda de uma consultoria especializada em gestão de pessoal é fundamental para fazer as escolhas mais adequadas ao perfil dos colaboradores e, assim, atingir os objetivos. Entre em contato com a WeCont e conheça nossos serviços.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

1 Comentário

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.